AntiFrame organiza Ciclo de Debates na Arte Lisboa 2011

Feira ARTE Lisboa regressa ao Parque das Nações com 33 galerias e 21 projetos individuais

A ARTE Lisboa – Feira de Arte Contemporânea vai regressar ao Parque das Nações a 23 de novembro com 33 galerias e 21 projetos individuais de artistas, expondo um total de 500 obras, anunciou hoje a organização.

No ano passado, devido à realização da cimeira da NATO, no Parque das Nações, a organização, da responsabilidade da AIP – Feiras, Congressos e Eventos, viu-se forçada a procurar outro espaço em Lisboa, recaindo a escolha no Pavilhão do Rio do Centro de Congressos, na Junqueira.

Foi nesse espaço que a ARTE Lisboa celebrou dez anos de existência, com um balanço de 20 mil visitantes.

Este ano, na 11ª edição, o certame – promovido pela AIP com o apoio da Associação Portuguesa de Galerias de Arte, Turismo de Lisboa e Câmara Municipal de Lisboa – regressa ao Parque das Nações, onde estarão representadas 33 galerias: 21 nacionais e 12 de Espanha.

A feira tem como objetivo a divulgação da arte contemporânea nacional e internacional junto do público comprador e assume-se ainda como ponto de encontro de artistas, colecionadores, críticos e outros agentes do meio artístico.

Segundo a organização, pela primeira vez será apresentado o espaço Propostas ARTE Lisboa 2011, para mostrar a vitalidade da arte contemporânea em Portugal através de 21 projetos individuais de artistas portugueses representados por galerias expositoras na feira.

O programa inclui ainda, em parceria com a “Antiframe Independent Curating Project”, um ciclo de debates aberto ao público, no qual participam artistas, galeristas, diretores de museus, críticos, curadores, gestores culturais, colecionadores, diretores de instituições e centros de arte e público interessado na arte contemporânea.

Em debate vão estar os temas: “A cultura desassossegada num Portugal sossegado”, “O artista e a santíssima trindade: Colecionador, galerista e curador”, “A crítica que não dói em Portugal”, “Quero ser artista. E agora? Terei de emigrar?” e “A comunicação nas artes feita refém dela própria”.

As galerias presentes na ARTE Lisboa 2011 são, de Portugal: 111 (Lisboa, Porto), Alecrim 50 (Lisboa), Allarts Gallery (Lisboa), António Prates (Lisboa), Art Lounge (Lisboa), Arte Periférica (Lisboa), Baginski (Lisboa), Carlos Carvalho (Lisboa), Filomena Soares (Lisboa), Fonseca Macedo (Açores), Influx Contemporary Art (Lisboa), João Esteves de Oliveira (Lisboa), Miguel Nabinho (Lisboa), Modulo (Lisboa), Monumental (Lisboa), Nuno Sacramento (Ílhavo), Perve (Lisboa), Presença (Porto), São Mamede (Lisboa, Porto), Trindade (Porto), Valbom (Lisboa).

De Espanha estarão presentes as galerias: Alba Cabrera (Valência), Alonso Vidal (Barcelona), Álvaro Alcázar (Madrid), Ángeles Baños (Badajoz), Astarte (Madrid), Blanca Berlín (Madrid), Juan Silió (Santander), Maria Llanos (Cáceres), Nuble (Santander), Paz y Comedias (Valência), SCQ (Santiago de Compostela) e Vertice (Oviedo).

A 11ª edição da ARTE Lisboa vai decorrer no Parque das Nações, em Lisboa, entre 23 e 27 de novembro.

AG.

Lusa/Fim

@ Agência Lusa

http://noticias.sapo.pt/nacional/artigo/feira-arte-lisboa-regressa-ao-parque-das-nacoes-com-33-galerias-e-21-projetos-individuais_13296914.html


About this entry